| Notícias

EAD E SUA CRESCENTE DEMANDA NO PERÍODO DE PANDEMIA

A Educação a Distância começou a ter uma maior atenção pelas práticas pedagógicas há poucas décadas, apesar de existir desde o século XIX. Sua necessidade maior se deu devido à crescente demanda social por educação após a Primeira Guerra Mundial. Entretanto, atualmente existem vários outros fatores interferindo e contribuindo ainda mais para sua procura. Cada vez mais, instituições, professores e alunos tem a necessidade de se adaptar a essa nova forma de educação.

O ano de 2020 chegou provocando mudanças repentinas em diversos setores da sociedade. Com a pandemia do corona vírus, a solução encontrada pelas instituições de ensino nos países afetados foi aderir completamente a Educação a Distância , após autorização do MEC (Ministério da Educação). Portanto, as aulas online se tornaram uma prática comum na rotina de alunos e professores.

Muitos professores se sentem despreparados, pois tiveram que fazer adaptações às pressas para atender essa nova demanda. Não é um processo fácil, entretanto a EAD estava naturalmente em ascensão antes da pandemia por suas inúmeras vantagens. Segundo dados de 2019, foram mais de 1,4 milhão de alunos matriculados em cursos à distância, 52% do total de matriculados.EAD é a perfeita opção para aqueles que precisam conciliar estudo, trabalho e atividades rotineiras como casa e filhos, pois dentre suas vantagens, encontram-se:

• Horários flexíveis;
• Preço mais acessível do que a maioria dos cursos presenciais (além de o governo estar investindo no crescimento do EAD em universidades públicas);
• Leva oportunidade de aprendizado a pessoas em locais que não tem a possibilidade de cursar o ensino presencial;
• Preserva a autonomia do aluno no processo de aprendizagem;

Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp